TV TIME

Join 10MM+ TV Lovers and Start Tracking!

Open in App

Contact - About - Data & Insights - Articles - Podcasts - Developers - Privacy Policy - Terms
Thanks

Black Blotter
FOX (US)
Black Blotter (S05E09) is the ninth episode of season five of "Fringe" released on Fri Dec... More Black Blotter (S05E09) is the ninth episode of season five of "Fringe" released on Fri Dec 14, 2012. Over 2,386 TV Time users rated it a 7.12/10 with their favorite characters being John Noble as Walter Bishop, Anna Torv as Olivia Dunham and Joshua Jackson as Peter Bishop.
  • Talal
  • zhenwu
  • Yves
& 170,011 people watched this episode
  • 44
    comments
  • 2386
    emotions
  • 1235
    votes for best character

Why is this section hidden?

We simply wait until you mark this episode as watched before revealing discussions, ratings and special content... In case of spoilers!

Display anyway

44 reactions

Please wait...
×

PNG or JPG. Min width: 500px. Max size: 2Mo. Image must be about this episode.

August 2015

Stoned Walter and the soundtrack when he's stoned... 👌🏼
Great episode, the pieces of the puzzle are fitting!

Stoned Walter and the soundtrack when he's stoned... 👌🏼
Great episode, the pieces of the puzzle are fitting!
0 reply
August 2016

Their first kiss this season. Finally. Love them.

Their first kiss this season. Finally. Love them.
0 reply
July 2016

Babes ♥

Babes ♥
0 reply
January 2016

That moment when, as an History of Art student, you recognize a portrait of Federico da Montefeltro and his broken nose during Walter's trip. Achievement unlocked.

That moment when, as an History of Art student, you recognize a portrait of Federico da Montefeltro and his broken nose during Walter's trip. Achievement unlocked.
0 reply
September 2015

Peter back again

Peter back again
0 reply
August 2013

First kiss of the season, about time!

0 reply
August 2017

I really enjoyed this mostly because of Walter's acid-inspired mind trips. My favorite had to be his animated self riding Gene (!!!) to the bottom of that hill and remembering the password being Black Umbrella. I thought it was so well-done and made me crack up at how weird Walter's tripped-up mind is.

His conversations with the "devil" (Carla) and the "angel" (Nina) on his shoulders was also a nice touch. Interesting that Carla was pushing him to go over that one last hurdle to fully become the Walter of old while Nina is trying to hold him back and tells him that he's better off as the Walter that she's familiar with.

One interesting note: it takes high on acid Walter to call Astrid by her correct name. 😄 Loved their scene in the beginning when he tells her that she has beautiful hair and Astrid is struck dumb and just says "Thanks."

Even Peter and Olivia are in a somewhat happy place now, with no more secrets between them. Peter telling Olivia that he doesn't deserve her (true that) and how she amazes him and how lucky he is was all very sweet. I have missed that deep connection and love between them.

Loved Olivia's sharpshooting skills on display when they got ambushed by Loyalists at the docks. Peter is shooting at the guy non-stop while it only takes Olivia two shots to take the guy out. That's my girl!

It was great to have the child Observer meet the team again. I've always enjoyed Olivia's interaction and relationship with the boy. I smiled when Olivia told him the story about Etta saying that her favorite hot cocoa is the one that Olivia makes and then cut to the child Observer taking a sip.

Sam Weiss being mentioned was very cool. He died a valiant death by protecting the antenna that was boosting the signal. RIP, Sam Weiss.

0 reply
July 2016

John Noble é um exemplo de ator monstruoso que nunca iremos ficar eufóricos por ter sido realmente reconhecido pelo seu trabalho. Noble é um ator expressivo cheio de camadas que nos faz entrar em contato com suas emoções, seja em conflitos, dores ou momentos repletos de entusiasmo. É o tipo de ator que cada micro-expressão facial é riquíssima, e todas elas só reforçam cada vez mais o calibre ímpar do Jonh como ator. Walter é um dos personagens mais gratificantes e engraçados que já pude acompanhar na minha vida, nem todos os personagens tem essa capacidade de causa esse efeito, e é por isso que ele entra nesse roll por tudo o que ele foi em Fringe: marcante. É, portanto então, sábio dizer que Walter não infortuno por não ter sido reconhecido nas grandes bancadas de premiações, na verdade são elas que não merecem ele, um ator tão completo, um personagem tão grande. Só por termos o John Noble frente as telas é algo impagável.

Nada mais que justo fazer essa menção honrosa a ele já que "Black Blotter" é unicamente sobre ele, até o glyph do capítulo é uma referência a ele. Não é nada soberbo Fringe ter recapitulado essa trama de complexo de Deus que sempre afligiu Walter, essa luta interna que sempre fez parte da vida dele pelo o que ele fez e foi. Quebrar as barreiras do universo trouxe satisfações nas tentativas de um pai egoísta, mas acima de tudo trouxe erros e fatalidades, e Walter não deixou sequer de lidar um dia com isso. Essa culpa é um lembrete que Walter quer amenizar, não que isso o não faça menos culpado de tudo, mas por querer buscar ser um homem melhor do que ele já foi no passado, e esse constante medo e aflição que ele sente já é um sinal de redenção que Walter alcança, que reconhece a si próprio e se permite batalhar consigo mesmo. É, acima de tudo, genuíno.

Que fascinante o surgimento de Michael e ver que ele será essencial no plano do Walter. Eu sabia, desde a primeira vez que vi ele já presumia que seria tomado como importante na trama, tão parecido com os Observadores como não poderia? Será ele o September? Esse é mais um momento onde eu fico eufórico, ver o ciclo se fechando, a primeira e quinta temporada se conectando, é tudo muito lindo e genial. A cada capítulo se culminando ao final só percebo que minhas expectativas não são menos que avassaladoras.

John Noble é um exemplo de ator monstruoso que nunca iremos ficar eufóricos por ter sido realmente reconhecido pelo seu trabalho. Noble é um ator expressivo cheio de camadas que nos faz entrar em contato com suas emoções, seja em conflitos, dores ou momentos repletos de entusiasmo. É o tipo de ator que cada micro-expressão facial é riquíssima, e todas elas só reforçam cada vez mais o calibre ímpar do Jonh como ator. Walter é um dos personagens mais gratificantes e engraçados que já pude acompanhar na minha vida, nem todos os personagens tem essa capacidade de causa esse efeito, e é por isso que ele entra nesse roll por tudo o que ele foi em Fringe: marcante. É, portanto então, sábio dizer que Walter não infortuno por não ter sido reconhecido nas grandes bancadas de premiações, na verdade são elas que não merecem ele, um ator tão completo, um personagem tão grande. Só por termos o John Noble frente as telas é algo impagável.

Nada mais que justo fazer essa menção honrosa a ele já que "Black Blotter" é unicamente sobre ele, até o glyph do capítulo é uma referência a ele. Não é nada soberbo Fringe ter recapitulado essa trama de complexo de Deus que sempre afligiu Walter, essa luta interna que sempre fez parte da vida dele pelo o que ele fez e foi. Quebrar as barreiras do universo trouxe satisfações nas tentativas de um pai egoísta, mas acima de tudo trouxe erros e fatalidades, e Walter não deixou sequer de lidar um dia com isso. Essa culpa é um lembrete que Walter quer amenizar, não que isso o não faça menos culpado de tudo, mas por querer buscar ser um homem melhor do que ele já foi no passado, e esse constante medo e aflição que ele sente já é um sinal de redenção que Walter alcança, que reconhece a si próprio e se permite batalhar consigo mesmo. É, acima de tudo, genuíno.

Que fascinante o surgimento de Michael e ver que ele será essencial no plano do Walter. Eu sabia, desde a primeira vez que vi ele já presumia que seria tomado como importante na trama, tão parecido com os Observadores como não poderia? Será ele o September? Esse é mais um momento onde eu fico eufórico, ver o ciclo se fechando, a primeira e quinta temporada se conectando, é tudo muito lindo e genial. A cada capítulo se culminando ao final só percebo que minhas expectativas não são menos que avassaladoras.
0 reply
August 2016

A atuação de John Noble é simplesmente uma coisa linda de assistir, cativante e esse mundo Fringe me cativou e me fez perceber que foi a melhor série que ja vi na minha vida.

0 reply
August 2015

Épisode de dingue ! 0_o ♡♡♡

Je me répète, mais qu'est-ce que c'est bon de voir une série qui n'est pas lâchée en cours de route par les scénaristes. Ils font preuve d'une audace et d'une folie plus que bienvenue. Non seulement l'histoire continue à être passionnante et bourrée de rebondissements, mais au détour d'une scène de "Délire total" (excellent titre d'épisode), on se permet une monstrueuse et hilarante référence à l'univers des Monty Pythons, et surtout à Terry Gilliam. Un bonheur total. J'étais mort de rire et stupéfait à la fois. C'est BRILLANT. ♡♡♡ Et ça me donne envie de revoir tout Monty Python's Flying Circus.

Fringe c'est du pur génie. J'assume le mot "Génie" usé à tort et à travers. On a vraiment affaire à une série géniale et gonflée.

4 épisodes avant la fin. :'(

Episode crazy! 0_o ???

I repeat myself, but what it's good to see a series that is not dropped along the way by the writers. They show a boldness and foolishness more than welcome. Not only the story continues to be exciting and packed with twists and turns, but the turning of a scene of "total delirium" (excellent episode title), we allow a monstrous and hilarious reference to the world of Monty Python, and especially Terry Gilliam. A total happiness. I was stunned and laughing at once. This is BRILLIANT. ??? And it makes me want to see any Monty Python's Flying Circus.

Fringe is pure genius. I take the word "engineering" worn indiscriminately. We really are dealing with a great and swollen series.

4 episodes before the end. '(

See original
0 reply
September 2014

Voglio anche io un universo personale iniziando da zero!

I also want a personal universe starting from scratch!

See original
0 reply
loading